Diferença entre crescimento e dividendos

Crescimento e dividendos são termos usados ​​em empresas que se referem ao aumento da riqueza e sua distribuição aos acionistas organizacionais.

Diferença entre crescimento e dividendos

O que é dividendo?

Dividendo se refere à quantidade de dinheiro que é distribuída aos proprietários da organização após registrar o crescimento em relação aos lucros auferidos em um determinado período.



O valor a ser um dividendo para os proprietários da organização é determinado pelo conselho de administração que gerencia as operações da empresa.

A parcela a ser dividida aos acionistas da empresa é o lucro líquido da empresa. Os dividendos também podem ser emitidos em relação a ações ou outras propriedades.

O que é crescimento?

O crescimento se refere à expansão das atividades e operações organizacionais, que é realizada após um período contínuo de trabalho árduo e implementação de estratégias.

O crescimento de qualquer empresa pode ser registrado em relação aos lucros obtidos pela organização, aumento do número de funcionários e abertura de novas filiais da organização em outras partes da indústria.

Diferença entre crescimento e dividendos

Diferença entre crescimento e dividendos

Crescimento e Dividendo de Significado

Uma das principais diferenças entre crescimento e dividendo é representada pelo significado dos dois termos, que são usados ​​continuamente em um ambiente de negócios. O crescimento é definido como a expansão da organização, que é registrada após um determinado período.

Por outro lado, dividendo se refere à proporção da receita ou lucros que é compartilhada com os acionistas da organização que é decidida pelo conselho de administração. Os dividendos são repartidos a todos os acionistas de acordo com a proporção do seu investimento na empresa.

Medição de crescimento e dividendos

O método de análise entre dividendos e crescimento da organização utiliza diferentes técnicas de medidas ou parâmetros. O crescimento da empresa usa várias métricas para medir o crescimento em um período específico.

A expansão da organização pode ser medida por meio de parâmetros como os lucros auferidos em um determinado período financeiro, a abertura de novas filiais em outras partes da indústria, o aumento do número de trabalhadores, um aumento no número de bens e serviços oferecidos a os clientes.

Os valores repartidos com os acionistas da empresa utilizam um parâmetro específico para determinar a proporção atribuída a cada acionista. É o número de ações que determina o número de dividendos que um indivíduo pode obter.

Quanto maior o número de ações, maiores serão os dividendos que se obterá e quanto menor o número de unidades de propriedade, menores serão os bônus atribuídos.

Impactos do crescimento e pagamento de dividendos

Tanto o crescimento da entidade quanto o pagamento de dividendos aos proprietários da empresa têm impactos significativos nas operações da empresa.

O crescimento destaca que a organização vem operando de forma eficiente e com alto potencial de crescimento. Isso atrai um grande número de investidores que trazem recursos para a organização, fazendo-a comprar novos equipamentos e aumentar sua eficiência.

As corporações, que pagam dividendos aos seus acionistas, aumentam a sua reputação perante os membros da comunidade, ao mesmo tempo que atraem potenciais investidores que desejam comprar ações da empresa porque têm garantia de pagamento.

Registro de Crescimento e Pagamento de Dividendos

A outra diferença significativa a notar entre crescimento e dividendos é o período em que o aumento é registado e o período em que os bónus são atribuídos aos accionistas da empresa.

Alguns parâmetros que medem o crescimento da organização são afetados diariamente à medida que a empresa passa por suas operações do dia a dia, o que significa que o crescimento da empresa pode ser registrado de forma contínua.

No entanto, alguns dos parâmetros usados ​​para medir o crescimento só podem ser determinados após um período definido com precisão. Por exemplo, os lucros da organização são identificados após um ano após a dedução de todas as despesas utilizadas no processo de produção.

Por outro lado, os dividendos são pagos apenas anualmente. Ao contrário do crescimento, que pode ser registrado em termos semanais dependendo do giro das ações, os acionistas da organização só têm direito a dividendos após o exercício fiscal da organização.

Crescimento e falha de dividendos

A falha de crescimento é registrada quando a organização deixa de registrar o crescimento em qualquer um dos parâmetros da organização. Isso significa que a empresa estava operando mal, de modo que nenhum dos lucros foi registrado.

Alguns dos fatores que podem levar ao fracasso do crescimento de uma empresa incluem o aumento da concorrência no setor, baixo giro de estoque, estratégias de gestão inadequadas e interrupção nas atividades de produção.

Por outro lado, a falta de dividendos é registada nas situações em que a empresa deixa de pagar dividendos aos acionistas da organização.

Alguns fatores influenciam a falha de dividendos na organização, o que inclui reinvestir os lucros para aumentar o crescimento organizacional, aumentar as reservas de caixa ao reduzir o pagamento de dividendos e a falta de benefícios na organização.

Diferença entre crescimento e dividendos

Crescimento VERSUS Dividendo

Resumo de crescimento vs. dividendo

  • O crescimento registra a expansão da organização, que é medida em vários parâmetros, que incluem alguns clientes, giro de estoque, abertura de novas filiais e aumento dos lucros da empresa.
  • Dividendos são o valor que é alocado aos acionistas da organização. O conselho da empresa determina o valor dos lucros da empresa em um período financeiro específico.
  • Uma empresa que registra crescimento tem a capacidade de atrair investidores com lucros garantidos, enquanto uma organização que paga dividendos aos acionistas atrai capital para a empresa levando ao aumento.