Diferença entre comportamento pró-social e comportamento anti-social

Comportamento pró-social e anti-social são termos psicológicos que podem ser explicados pelas teorias de aprendizagem evolucionária e social, pois podem ser necessários para a sobrevivência e podem ser aprendidos por meio da imitação. O desenvolvimento de tais comportamentos também pode ser influenciado pela história familiar, grupos de pares, ambiente escolar e genética. Além disso, atos pró-sociais e anti-sociais são exibidos por amboshumanose animais.

Em relação à distinção geral, o comportamento pró-social beneficia os outros, enquanto o comportamento anti-social afeta negativamente os outros; portanto, o primeiro é amplamente endossado do que o último. As discussões a seguir especificam suas diferenças.

O que é comportamento pró-social?

O termo “pró-social” não aparece na maioria dos dicionários. Foi cunhado por cientistas sociais como o oposto de “anti-social” (Batson, 2012). Geralmente, o comportamento pró-social se refere a qualquer ação que beneficie outro indivíduo. Essas ações voluntárias que visam ajudar os outros, são atos sociais vitais. Eles são essenciais para nutrir relacionamentos positivos e ajustamento social (Dovidio, 2006). Além disso, a conduta pró-social é definida como um comportamento empático ou compassivo. Para que isso ocorra, são necessários um benfeitor e pelo menos um destinatário. Por exemplo, nós doamos dinheiro para nossas respectivas instituições de caridade e frequentemente fazemos favores para amigos, familiares e até estranhos.



Em relação às suas raízes, os especialistas acreditam que o comportamento pró-social é uma função biológica pré-programada da humanidade, visto que práticas de ajuda e compartilhamento são necessárias para a sobrevivência. Curiosamente, esse tipo de comportamento também é observado entre insetos e animais. Por exemplo, macacos tratam de outros macacos e certas espécies de formigas com operárias doentes reduzem sua interação com as larvas da colônia para proteger os indivíduos suscetíveis; também, as formigas operárias não infectadas limpam as infectadas para remover os esporos (Riddihough, 2007).

Além disso, o comportamento pró-social pode ser aprendido imitando outras pessoas. Estudos têm mostrado que a exposição à mídia retratando cooperação e prestatividade resultou na reconstituição de tais comportamentos entre as crianças. Isso é apoiado por Albert BanduraTeoria da aprendizagem socialque vê o comportamento humano como significativamente influenciado pela observação, imitação e modelagem.

O comportamento pró-social é incentivado, pois melhora o sistema imunológico, promove a liberação de oxitocina (um hormônio que promove a ligação social) e facilita o sistema frontalcorticalprocessos. Ele também pode melhorar o bem-estar geral, pois reduz o processamento de ameaças e promove interações sociais seguras e de apoio mútuo. Além disso, promove a harmonia, cooperação e unidade nas sociedades (Gilbert & Basran, 2019).

O que é comportamento anti-social?

O comportamento anti-social geralmente se refere a qualquer ato que pretenda prejudicar ou impactar negativamente outro indivíduo. Exemplos disso são intimidação, abuso verbal, violência e outros comportamentos hostis. Na psiquiatria, o comportamento anti-social é definido como uma violação persistente das normas sociais. Por exemplo, o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais, quinta edição (DSM-5), caracteriza o transtorno de personalidade anti-social como um padrão generalizado de desrespeito e violação dos direitos dos outros. Isso é exemplificado pela falsidade, agressividade, desrespeito imprudente pela segurança, irresponsabilidade consistente, falta de remorso e atos relacionados. Os fatores de risco incluem ambiente escolar e doméstico, problemas neurológicos e genética.

A análise evolutiva sugere que estratégias anti-sociais têm sido usadas para a sobrevivência. Por exemplo,competidoressão ameaçados, intimidados, feridos ou mortos em prol da autopreservação. O comportamento anti-social também pode ser aprendido, uma vez que estudos mostraram que a exposição a vídeos e jogos hostis ou violentos promove comportamentos antagônicos ou menos úteis. Essas descobertas também são apoiadas pela teoria de aprendizagem social de Bandura.

O comportamento anti-social é geralmente desencorajado, pois estimula o processamento de ameaças e ativa respostas ao estresse. Também diminui relacionamentos seguros e cooperativos e desmotiva a confiança, a unidade e a harmonia nas sociedades. Portanto, isso pode impactar negativamente o bem-estar geral dos indivíduos (Gilbert & Basran, 2019).

Diferença entre comportamento pró-social e comportamento anti-social

Definição

O comportamento pró-social se refere a qualquer ação que beneficie outro indivíduo, enquanto o comportamento anti-social geralmente se refere a qualquer ato que pretenda prejudicar ou impactar negativamente outro indivíduo.

Exemplos

O comportamento pró-social é exemplificado por compartilhar, doar, ser amigável, expressar preocupação e outras formas de conduta útil. Em comparação, o comportamento anti-social é exemplificado por ameaças, bullying, pichação, discriminação, engano, falta de remorso e outras formas de conduta hostil.

Dicionário

Ao contrário da palavra “anti-social”, o termo “pró-social” não aparece na maioria dos dicionários; foi cunhado por cientistas sociais como o oposto de “anti-social”.

Efeitos Fisiológicos

O comportamento pró-social melhora o sistema imunológico, promove a liberação de oxitocina (um hormônio que promove a ligação social) e facilita os processos corticais frontais. Por outro lado, o comportamento anti-social estimula o processamento de ameaças e ativa respostas ao estresse.

Efeitos psicológicos

O comportamento pró-social pode melhorar o bem-estar geral, pois diminui o processamento de ameaças e promove interações sociais seguras e de apoio mútuo. Ao contrário, o comportamento anti-social diminui os relacionamentos seguros e cooperativos; também pode promoveransiedadeuma vez que estimula as respostas ao estresse.

Comportamento pró-social vs comportamento anti-social

Resumo do comportamento pró-social e do comportamento anti-social

  • Comportamento pró-social e anti-social são ambos termos psicológicos que podem ser explicados por teorias de aprendizagem evolutiva e social.
  • O comportamento pró-social refere-se a qualquer ação que beneficie outro indivíduo, enquanto o comportamento anti-social geralmente se refere a qualquer ato com a intenção de causar dano.
  • O comportamento pró-social é exemplificado por compartilhar, doar, ser amigável, expressar preocupação e outras formas de conduta útil, enquanto o comportamento anti-social é exemplificado por ameaças, bullying, graffiti, discriminação, engano, falta de remorso, etc.
  • Ao contrário da palavra “anti-social”, o termo “pró-social” não aparece na maioria dos dicionários.
  • Ao contrário do comportamento anti-social, o comportamento pró-social geralmente melhora o funcionamento fisiológico, psicológico e social.
  • Ao contrário do comportamento anti-social, o comportamento pró-social é geralmente benéfico e aprovado.